Chegou o verão e, junto com ele, vem as altas temperaturas e aquela vontade de aproveitar o sol ao máximo.  As atividades ao ar livre se tornam praticamente essenciais, seja para pegar um bronzeado, praticar exercícios, curtir um parque ou piscina. Independente da programação, o que não pode faltar nessa época do ano são devidos cuidados antes e depois da exposição ao sol que, além de fazer mal à pele, pode causar insolação, um mal-estar decorrente de passar muito tempo exposto ao calor intenso.

O problema acontece, porque, com o calor intenso, a temperatura do corpo aumenta de forma rápida sem que o organismo consiga resfriar com transpiração. Nem todo mundo leva os riscos a sério, mas com certeza você conhece alguém ou já passou por situações como ter profundas queimaduras de sol na pele (daquelas que a gente sofre com a vermelhidão e ardor a ponto nem mesmo não conseguir vestir uma camiseta) ou sentir dores de cabeça, tontura e até mesmo febre após longos períodos de exposição ao sol. Esses são os sintomas de insolação que podem vir acompanhados também de desidratação.

Mas prevenir esse mau é bem simples: a recomendação médica é evitar a exposição entre 10h a 16h. Além disso, é importante utilizar protetor solar no fator adequado para a idade, beber bastante água, usar roupas leves dando preferência a tecidos de algodão e clores claras, e não exagerar na alimentação.

Fonte: Ministério da Saúde

Separamos alguns produtos para te proteger durante a exposição ao sol, confira aqui! 

Tweet about this on TwitterShare on FacebookPin on PinterestShare on Google+Email this to someone